Polémicas declarações do presidente do Nápoles: CAF quer uma investigação

Polémicas declarações do presidente do Nápoles: CAF quer uma investigação
Redação

A Confederação Africana de Futebol, em comunicado, referiu que o presidente do Nápoles desrespeitou o continente com os seus recentes comentários.

Perante as polémicas declarações de De Laurentiis, a Confederação Africana de Futebol (CAF) emitiu um comunicado pedindo à UEFA para que abra uma investigação em torno das palavras do presidente do Nápoles, em relação à não contratação de jogadores africanos, a não ser que assinassem por escrito que não participariam no CAN.

"Ao declarar publicamente que os jogadores que assinam pelo Nápoles devem assinar uma renúncia denunciando a participação no Campeonato Africano das Nações como condição de emprego, os comentários de De Laurentiis enquadram-se no artigo 14 do Regulamento Disciplinar da UEFA. A CAF, portanto, insta a UEFA a iniciar uma investigação disciplinar contra ele.", pode ler-se.

Além disso, a CAF assegurou ainda que "está comprometida com o papel que o futebol desempenha na África, Europa, América do Norte e do Sul, Ásia e globalmente de reunir e unir pessoas de diferentes culturas, grupos linguísticos, raças, grupos étnicos e origens religiosas."

Recorde-se que Kalidou Koulibaly, jogador senegalês do Chelsea, também já comentou as declarações do seu ex-presidente.