Pjanic no Barcelona: um sonho antigo, Messi como colega e o positivo à covid-19

Pjanic no Barcelona: um sonho antigo, Messi como colega e o positivo à covid-19
Redação com Lusa

Bósnio foi apresentado esta terça-feira nos catalães, assinando um vínculo válido por quatro épocas

O bósnio Miralem Pjanic, apresentado esta terça-feira como reforço do FC Barcelona, afirmou que assinou contrato com os catalães devido à "grandeza" do clube e por estar a precisar de um novo desafio, após ter vencido tudo na Juventus.

"Um jogador de futebol precisa sempre de novos desafios e, depois de vencer tudo em Itália, jogar no FC Barcelona é um sonho. Aliás, sempre foi o mesmo sonho. Só poderia sair da Juventus para vir para um clube como este", disse o médio, de 30 anos, durante a sua apresentação em Camp Nou.

O novo 'número oito' do FC Barcelona vai ter como colegas de equipa os portugueses Nelson Semedo e Francisco Trincão e também o argentino Lionel Messi, que, afinal, vai permanecer no clube, depois de ter tentando 'forçar a saída', no final de agosto.

"Não vejo o Lionel Messi em outra equipa. Estou feliz por ele ter ficado. Estou muito motivado para partilhar o balneário com ele e com todos estes grandes campeões", confessou.

Pjanic, que assinou contrato por quatro temporadas e ficou com uma cláusula de rescisão de 400 milhões de euros, só chegou à Catalunha na quinta-feira, depois de ter sido forçado a ficar em Itália, em quarentena, por estar infetado com o novo coronavírus.

"Foi algo que não esperava. Não sei como fiquei infetado. Senti-me bem, fiquei a trabalhar no ginásio da minha casa em Turim e estive sempre em contacto com a equipa técnica do FC Barcelona", explicou o internacional bósnio.

O médio, que também passou por Lyon e Roma, poderá fazer a estreia na quarta-feira, num particular frente ao Girona, mas primeiro terá que ter dois testes negativos à covid-19.