"Os Glazers não querem saber do Manchester United, tornaram o clube numa piada"

"Os Glazers não querem saber do Manchester United, tornaram o clube numa piada"
Alexandre Dionísio

Jamie Carragher, antigo central do Liverpool, admitiu que o modo como os donos dos red devils estão a gerir o clube faz-lhe sentir "pena" dos adeptos.

Jamie Carragher, antigo central do Liverpool, lançou esta sexta-feira duras críticas na direção da família Glazer, proprietária do Manchester United, chegando ao ponto de admitir que sente "pena" dos adeptos dos red devils.

"Os adeptos do United devem sentir que bateram com a cabeça na parede, porque têm mostrado o seu descontentamento e nada muda. Fizeram protestos, criaram um novo clube em Manchester, que é o FC United, e a sua raiva coletiva resultou em que um jogo da Premier League fosse adiado", recordou.

"O futebol é muito importante na vida de muitas pessoas e estes adeptos olham para os Glazers e vêem donos que não querem saber do clube. Sob a sua gestão, o United tornou-se numa piada, não só neste país como de forma mundial. Até o Elon Musk brinca que vai comprar o clube...", acrescentou.

Carragher visou também a postura do United no mercado, acusando o clube de não ter qualquer "estratégia" definida e de estar a "envergonhar-se", antes de voltar a visar os Glazers.

"Passaram semanas atrás de Frenkie de Jong, do Barcelona, e agora andam atrás de Casemiro, do Real Madrid. Começaram em De Jong, passaram por Rabiot e estão no Casemiro, jogadores que são diferentes, em estilo de jogo e idades. Qual é o plano aqui? Onde está a estratégia? É embaraçoso", apontou.

"É óbvio que os Glazers não querem saber. Os seus amigos na América devem olhar para eles e dizerem: 'Wow, que belo negócio têm ali'. Para essas pessoas, o United deve ser visto como pouco mais do que um clube de desporto, algures em Inglaterra, no qual os Glazers tiram milhões todos os anos", rematou Carragher.