O que se escreve sobre a "catástrofe" Barcelona: português digno e um desastre

O que se escreve sobre a "catástrofe" Barcelona: português digno e um desastre

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O Barça sofreu a segunda derrota da época na Liga espanhola, desta feita em casa do recém-promovido Granada.

Sábado foi dia de surpresa (e das grandes) na Liga espanhola. O recém-promovido Granada, com os portugueses Rui Silva e Domingos Duarte no onze inicial, bateu o pé e venceu o campeão Barcelona por 2-0, assumindo, de forma provisória a liderança da tabela classificativa.

Contudo, mais do que o feito da formação andaluza, recém-promovida ao principal escalão do país vizinho, foi o desaire catalão que centrou as atenções da imprensa, que apelidou a derrota da equipa orientada por Valverde de "catástrofe".

O jornal As analisou a exibição dos jogadores do Barça um a um e começou, desde logo, por assinalar: "Nem Messi é capaz de consertar tamanho desaguisado".

Nélson Semedo, internacional luso, foi titular no lado direito da linha defensiva dos "blaugrana", mas escapou a uma avaliação negativa. "O seu papel foi digno, com fases um tanto desfasadas, mas ofereceu soluções, sobretudo enquanto esteve no lado direito. Na esquerda sofreu mais, mas nunca virou a cara ao jogo", assinala o diário espanhol, que "marca" um culpado claro, o lateral-esquerdo Firpo Júnior, contratado no último verão ao Bétis:

"Absolutamente desastroso. Não nos lembramos de uma partida assim de um lateral-esquerdo desde os tempos de Winston Bogarde. (...) Foi de mal a pior, perdeu dezenas de bolas. Perguntamos o que viram neste jogador quando tinham as opções de Cucurella ou Miranda. Agora mesmo, parece-nos que não vamos vê-lo por muito tempo, ainda que Jordi Alba esteja lesionado", atira o As.