O polémico reforço do Barcelona: excluído do Sporting, noitadas e sexo

O polémico reforço do Barcelona: excluído do Sporting, noitadas e sexo

Em agosto de 2015, Kevin-Prince Boateng fez exames médicos em Alvalade e reprovou. Tinha acordo que se desfez.

Kevin-Prince, de 31 anos, o mais velho dos irmãos Boateng - Jerôme (29) manteve-se alemão e joga no Bayern Munique -, é a surpreendente bomba de mercado do Barcelona. O avançado alinhava no Sassuolo e foi o escolhido para ser o suplente de Luis Suárez, de molde a que o uruguaio possa descansar em algumas partidas. Chega à Catalunha cedido, mas com uma cláusula de opção no valor de oito milhões de euros.

Boateng esteve a um passo de ser jogador do Sporting em agosto de 2015. Tinha acordo e a assinatura dependia dos exames médicos, mas o jogador não convenceu o departamento clínico do clube, na altura liderado pelo atual presidente, Frederico Varandas, a dá-lo como apto.

Tinha deixado o Schalke 04 e prosseguiu a carreira meio ano depois, já em 2016, no Milan, onde ficou até final da temporada. Depois disso, andou a saltar de época em época: Las Palmas, Eintracht Frankfurt, Sassuolo e agora Barcelona. Além do Sporting, também esteve no radar do Real Madrid, mas também não assinou. E não esqueceu, porque na primeira declaração pública que prestou a confirmar o contrato com o Barça, afirmou: "A partir de agora, só me quero focar no Barcelona e espero marcar no Santiago Bernabéu no próximo clássico."

Kevin-Prince pode ser considerado uma contratação antinatural para um clube como o Barcelona. É um jogador polémico, duro, por vezes em excesso, e só há pouquíssimo tempo se definiu como futebolista. Começou como médio defensivo, por ser pouco disciplinado em termos táticos passou a jogar como n.º 8, um box to box, que deu lugar a um segundo avançado e nas últimas épocas ponta de lança, embora com um raio de ação por vezes exagerado. Até hoje só uma vez atingiu a marca de 10 golos/época: no Las Palmas em 2016/17.

Polémicas

O Barça é o terceiro grande da Europa a dar-lhe uma oportunidade, depois de falhar no Borússia Dortmund e no Milan. Os catalães acreditam que as polémicas ficaram para trás. E também as lesões. "A razão por que está sempre lesionado é porque temos sexo entre sete e dez vezes por semana", afirmou a namorada, Melissa Satta, ex-modelo e apresentadora de televisão, que em 2010 se separou do também futebolista Christian Vieri após troca da acusações de infidelidade.

Quando passou pelo Tottenham, o jogador chegou a pesar 95 quilos e confessou que saía todas as noites até às seis da manhã e estava "inchado devido ao excesso de álcool e de comida".

Como estava gordo e não jogava, contou a compra de um Lamborghini. "Ficas feliz durante uma semana, depois não voltas a usá-lo. Ainda tenho essa imagem: três carros, uma casa grande e tu ali parado como se fosses o 50 Cent [rapper dos Estados Unidos]. Às vezes penso e digo: és tão estúpido! Mas aprendi e cresci."

Em 2014, foi expulso da seleção do Gana (cumpriu todo o percurso até aos sub-21 pela Alemanha) por insultar o selecionador. Retiraram-lhe a acreditação.