Dudek quase deu um murro a Rafa Benítez: "O sussurro do diabo..."

Dudek quase deu um murro a Rafa Benítez: "O sussurro do diabo..."
Redação

Guarda-redes polaco conta episódio com o treinador, quando o Liverpool contratou Pepe Reina para a baliza

Corria o verão de 2005 quando o Liverpool contratou Pepe Reina para a baliza, precisamente quando Jerzy Dudek vivia uma dos seus melhores momentos, senão mesmo o melhor.

O guardião havia estado em grande destaque na histórica final da Liga dos Campeões entre os reds e o Milan, tanto no prolongamento como no desempenho nas grandes penalidades, mas isso não impediu Rafa Benítez de contratar o guarda-redes espanhol para a mesma posição.

O polaco, em entrevista na "FourFourTwo", abordou esse processo, no qual quase terminou no Colónia.

"Disse a Rafa Benítez que o Mundial de 2006 estava perto e tinha de jogar futebol. Pepe [Reina] era um tipo genial, mas Rafa [Benítez] contratou um guarda-redes quando eu estava no meu melhor momento", começou por afirmar, antes de revelar um episódio em que quase terminou a dar um murro no treinador.

"O Colónia estava interessado [na contratação], mas uns dias antes de terminar o mercado chamaram-me: 'Porque é que Rafa [Benítez] nem sequer fala connosco?'. Fiquei surpreendido, achava que estava tudo acordado. No dia seguinte, zanguei-me com ele depois do treino. Explicou-me: 'Só ofereceram um empréstimo e és importante para nós. Oferecem-nos 900 mil euros, o que é que acontece se Reina se lesiona? Não posso pôr esses 900 mil euros numa mala e pô-los na baliza'. Foi aí que tive essa ideia louca de lhe dar um murro na cara. Esse sussurro do diabo estava na minha cabeça, a pensar que se o desse, ele me deixaria ir para o Colónia", contou.

Dudek esteve ainda mais duas épocas ao serviço do emblema inglês, tendo disputado apenas 12 jogos, antes de sair em 2007, rumo a quatro temporadas com a camisola do Real Madrid.