O dia em que o FC Porto tentou contratar Cruyff

O dia em que o FC Porto tentou contratar Cruyff

Portistas não tiveram dinheiro para o holandês que causou vários amargos de boca ao Benfica.

É uma história pouco conhecida, mas que pode ser lida no almanaque "Glória e vida de três gigantes". No verão de 1970, depois de uma época desastrosa, a Direção do FC Porto, liderada por Pinto de Magalhães, propõe em assembleia geral que os seis mil associados que disseram "sim" à Direção apoiem cada um com mil escudos para o clube "contratar um craque de nível mundial". Os sócios subscreveram o desafio e prometeram juntar o dinheiro. A 3 de junho de 1970, o FC Porto informa que tinha contactado o Ajax para comprar Cruyff, contudo, apesar de ter seis mil contos para pagar aos holandeses, estes exigiam oito mil contos e o holandês voador pedia três mil contos só para si. Por outro lado, o FC Porto nem se qualificara para as provas europeias, o que também dificultava um eventual negócio.

Cruyff não jogou no FC Porto, mas causou alguns amargos de boca ao Benfica. Em 1968/69, na segunda eliminatória da Taça dos Campeões, um bis na Luz ajudou ao triunfo do Ajax por 3-1, que obrigou a um jogo de desempate que os holandeses venceram por 3-0, em Paris, com novo golo de Cruyff. Três épocas depois, El Flaco voltou a sorrir, nas meias-finais da mesma prova.