"Lopetegui pôs-me de lado. Depois reuni com o novo treinador e Pinto da Costa"

"Lopetegui pôs-me de lado. Depois reuni com o novo treinador e Pinto da Costa"
Redação

Gianelli Imbula, agora na Rússia, recorda a passagem fugaz pelo Dragão, em 2015/16.

A experiência no FC Porto não correu nada bem a Gianelli Imbula. O médio chegou ao Dragão a troco de 20 milhões de euros em 2015, numa transferência que muito deu que falar devido ao forte investimento dos azuis e brancos na sua contratação, mas não conseguiu afirmar-se na equipa, então orientada pelo espanhol Julen Lopetegui. E é ao treinador que Imbula aponta o dedo:

"Depois de uma época completa no Marselha, cheguei muito motivado ao FC Porto. Estive bem nos primeiros jogos, mas talvez não o suficiente aos olhos de Lopetegui, que, aos poucos, começou a pôr-me de lado", relata Imbula ao portal Foot Transferts. O internacional congolês ganhou nova esperança quando o técnico deixou o FC Porto no arranque de 2016, dando lugar a José Peseiro, mas percebeu que "não contava" após uma reunião:

"[Lopetegui] Foi despedido pouco tempo depois, então renovei a esperança. Depois de uma reunião com o novo treinador e o presidente, percebi rapidamente que não fazia parte do projeto. Disse a mim mesmo que não podia desperdiçar mais tempo. Seis meses depois de chegar ao FC Porto, tive de tomar a difícil decisão de trocar o FC Porto pelo Stoke City. Agora, pensando bem, talvez devesse ter ficado para mostrar ao treinador que merecia um lugar no clube", acrescenta Imbula, que realizou 21 partidas oficiais pelo dragões. Agora, representa os russos do Sochi por empréstimo do Stoke.