Mundial'2030: candidatura conjunta de Arábia Saudita e Itália no horizonte

Mundial'2030: candidatura conjunta de Arábia Saudita e Itália no horizonte
Redação

A ambição saudita de acolher eventos globais é óbvia - veja a aposta na Fórmula 1 -, daí aquele país árabe ter abordado a consultoria internacional Boston Consultancy Group, sediada nos EUA, a fim de apresentar um projeto forte

Assim à primeria vista pode parecer improvável, pouco plausível ou até mesmo impossível. Mas, de acordo com a publicação The Athletic, a Arábia Saudita está a considerar apresentar uma candidatura conjunta com a Itália com vista à realização do Campeonato do Mundo de 2030.

A partir da edição de 2026, o torneio da FIFA acolherá 48 seleções e 80 jogos, pelo que as propostas conjuntas - como a candidatura ibérica lançada por Portugal e Espanha - são agora bem vitas, a fim de reduzir os custos de organização para um único país. Em 2026, recorde-se, o Campeonato do Mundo de Futebol terá lugar no Canadá, México e Estados Unidos.

A ambição saudita de acolher eventos globais é óbvia - veja a aposta na Fórmula 1 -, daí aquele país árabe ter abordado a consultoria internacional Boston Consultancy Group, sediada nos EUA, a fim de apresentar um projeto forte. A Boston Consultancy Group sugeriu uma co-organização com o Egipto e Marrocos.

Quanto a uma possível organização conjunta entra Arábia Saudita e Itália, há que referir os históricos e fortes laços comerciais, diplomáticos e desportivos entre os dois países. Um parceiro europeu surge, aos olhos dos sauditas, como algo mais seguro, e a Itália parece ser o candidato ideal: o país quer voltar a acolher uma grande competição internacional. E o investimento saudita poderá ajudar a renovar vários dos seus estádios.

A Arábia Saudita acolherá a Supertaça Italiana em janeiro pelo terceiro ano consecutivo.