Messi chega aos 700 golos e jornal argentino escreve à NASA sobre o "extraterrestre"

Messi chega aos 700 golos e jornal argentino escreve à NASA sobre o "extraterrestre"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

O diário desportivo Olé escreveu a pedir que a camisola de Messi vá para o museu da NASA.

O argentino Lionel Messi apontou o 700.º golo da carreira, no jogo desta terça-feira entre o Barcelona e o Atlético de Madrid, que terminou empatado (2-2).

O diário desportivo argentino Olé escreveu à NASA com o objetivo de pedir que a camisola de Messi vá para o museu da estação espacial: "Agora que o Messi chegou aos 700 golos, está na hora de um reconhecimento de outro planeta: a camisola de Leo tem de estar no vosso museu".

Leia a mensagem na íntegra

"Querida NASA,
Somos Olé, o diário desportivo da Argentina.
Estamos a escrever em nome da maioria dos argentinos e também do mundo inteiro.
Lionel Messi ganhou dezenas de troféus e distinções e, como se fosse pouco, acaba de alcançar os 700 golos na sua carreira.
Acreditamos que já está na hora de receber uma homenagem de acordo com ele.

Durante toda a sua carreira, Messi demonstrou que não é deste planeta.
Adeptos, treinadores e jogadores de todo o mundo confirmam esta teoria.
Pensamos que a camisola deste extraterrestre tem de estar no vosso museu, em Cabo Cañaveral.
E exibi-la talvez ao lado de um pedaço de meteorito, do Apollo 11 ou algo do género.
Pode ser um pequeno passo para o futebol, mas um grande salto para a humanidade.

Esperamos a vossa resposta. Abraço de golo (É uma demonstração de carinho mais efusiva, mais afetuosa. Um abraço com muito mais força do que um abraço comum).

Levamos a camisola do Messi até onde tem de estar".

Foi "à Panenka" que Messi chegou aos 700 golos. Veja o vídeo: