Memórias de uma contratação falhada: "Apertaram-nos a mão e depois desapareceram"

Memórias de uma contratação falhada: "Apertaram-nos a mão e depois desapareceram"
Redação

Vinícius Júnior é hoje jogador do Real Madrid, mas esteve com tudo acertado para rumar ao rival Barcelona.

Vinícius Júnior brilha com a camisola do Real Madrid, mas podia muito bem estar no Barcelona. Aliás, tudo chegou a estar acertado para rumar a Camp Nou. A história é contada por André Cury, que desempenhou as funções de olheiro do clube catalão no Brasil e esteve envolvido em algumas das contratações sonantes.

"Estávamos três anos e meio à frente do Real Madrid (no que toca a Vinícius). Fomos traídos pelos agentes que tinham alcançado um acordo com o Barcelona. No momento decisivo da operação, apunhalaram-nos. Quinze dias antes de assinar pelo Real Madrid, aqui no Brasil, Vinicíus dizia que era adepto do Barcelona, que o ídolo era Neymar e dizia que Messi era melhor do que Cristiano Ronaldo", recordou numa entrevista ao jornal Sport.

Uma visita dos representantes do jogador a Madrid mudou tudo. "Os agentes avisaram-nos, mas que nada iria acontecer porque o jogador já era do Barcelona. Havia um compromisso de palavra. Voltaram a Barcelona, fecharam o acordo connosco, apertaram-nos a mão e depois desapareceram. Traíram-nos", disse, referindo que o Real Madrid contratou depois Rodrygo porque "não acreditava em Vinícius".

Vinícius Júnior, 20 anos, chegou à capital espanhola na época 2018/19, oriundo do Flamengo. Esta temporada leva seis golos em 38 jogos.