Malcom: um grupo de Whatsapp com Semedo e os 40 minutos de treino no Barça

Malcom: um grupo de Whatsapp com Semedo e os 40 minutos de treino no Barça
Redação

Brasileiro recordou a época passada no Barcelona.

Malcom, jogador que trocou o Barcelona pelo Zenit em agosto de 2019, numa transferência que ficou fechada por 40 milhões de euros, recordou a época ao serviço do emblema espanhol [2018/19], garantindo que ficou com boas memórias.

"[Agora, no Zenit] Treinamos através do Zoom [uma aplicação para realizar videochamadas] para manter a forma, tocar na bola...", começou por dizer no programa "Qué T'hi Jugues" da SER Catalunha.

"Aqui fazemos dupla sessão [de treino]. No Barça treinávamos 40-50 minutos. Ainda me lesionei por causa disso...[risos]", continuou o jogador que ainda mantém um grupo no WhatsApp com Nélson Semedo, Arthur, Coutinho e Rafinha.

"Claro que tenho saudados do Barcelona. Tenho boas recordações. Havia muita gente boa. E gostei dos adeptos do Barça. Enviam-me muitas mensagens de apoio", acrescentou, antes de falar e um possível regresso de Neymar e elogiar Messi.

NÃO SAIA DE CASA, LEIA O JOGO NO E-PAPER. CUIDE DE SI, CUIDE DE TODOS

"[Regresso de] Neymar? Não sei. Se voltar, fará como na primeira vez que esteve no Barcelona. Jogar bem e ganhar títulos. E se Coutinho ficar, também, é um grande jogador", disse.

"Não é que [Messi] tenha assim tanto poder. Somos uma família no balneário. Messi não é o presidente. Messi, como capitão, falava com o presidente para que as coisas corressem melhor. Messi falava sempre connosco e depois ia falar com o treinador e presidente. Não é o presidente, ajuda a equipa. Sabendo as opiniões de casa um, dá logo a conhecê-las aos dois. Espero que jogue mais anos porque é incrível. No Barcelona cumpri o sonho de jogar com os melhores. A sensação com que fico é que aprendi muito. Pensando agora, acho que merecia mais minutos, mas o Barça deu-me uma aprendizagem", explicou.