Mahrez não jogou a Supertaça por temer o controlo antidoping

Mahrez não jogou a Supertaça por temer o controlo antidoping

Foi Pep Guardiola quem explicou a situação

Riyad Mahrez voltou aos treinos no Manchester City na última sexta-feira, depois de ter estado ao serviço da Argélia na CAN e não foi convocado para a Supertaça inglesa, que o campeão inglês conquistou frente ao Liverpool. No entanto, mais do que a falta de ritmo competitivo, o verdadeiro motivo para a ausência do avançado está relacionado com o controlo antidoping.

Recentemente, o jogador fez uma medicação integrada num tratamento ocular, que não deixou os médicos do clube absolutamente seguros de que seria compatível com a competição.

"O Mahrez tomou um pouco de medicamento, só um pouco, mas não sabemos ao certo o que tomou e, por isso, o controlo antidoping seria um risco", assumiu Pep Guardiola, treinador do City.