Luis Suárez revela como reagiu quando Koeman lhe comunicou a "dispensa"

Luis Suárez revela como reagiu quando Koeman lhe comunicou a "dispensa"
Vanda Pinto

Treinador holandês telefonou ao uruguaio, que já foi oficializado como reforço do Atlético de Madrid. Esta quinta-feira, teve uma cerimónia de despedida do Barcelona.

Primeiras palavras na despedida: "É muito difícil para mim. Isto tudo é imprevisto, não tenho nada preparado. Só tenho de agradecer ao clube por ter-me contratado. Continuou a confiar em mim, não era fácil aceitar isso. O treinador, os companheiros, todos me trataram muito bem. Vou estar sempre agradecido. Toda a gente sabe o esforço que fiz para cumprir um sonho. Sempre disse que este é o melhor clube do mundo. Sou consciente de que termina uma etapa. Levo amigos, porque não muitos anos e levo amigos. Isso deixa-me feliz, despedir-me das pessoas do clube e que vejam que à parte de um jogador, vai também um ser humano que tem sentimentos. A minha família sabe o sofrimento que vivi. Que os meus filhos me vejam a levantar troféus, marcar cem golos. Que me vejam ao lado do melhor da história ficará na memória. Tenho de agradecer aos adeptos por tudo".

Mudança para Madrid: "Cada jogador tem a sua forma de despedir-se, de viver. É algo que tenho de guardar para mim. Agora tenho de me sentir orgulhoso. Vai haver gente de acordo e gente que não concorda. Tenho de mudar o chip e estar agradecido ao Barça por ter vivido momentos inesquecíveis".

Conversa com Ronald Koeman: "Quando o treinador me disse, já estava à espera, porque já tinha sido falado antes. Aceitei e, como disse desde o início, tinha contrato e ia continuar a treinar. Disse-lhe que queria continuar a treinar até que se encontrasse uma solução".

Sensação de vir a defrontar o Barcelona: "Ainda não pensei nisso. Não digeri a despedida. Vou com ilusão porque é um desafio que me atrai. Já disse aos que me conhecem que será algo bonito".