Liverpool mandou retirar faixa racista dos próprios adeptos dirigida a Origi

Liverpool mandou retirar faixa racista dos próprios adeptos dirigida a Origi

Adeptos exibiram no estádio do Genk uma montagem fotográfica em que o rosto do avançado surgia num corpo nu com um pénis gigante, ao lado do troféu da Liga dos Campeões. O clube promete descobrir os responsáveis por uma mensagem que "perpetua um estereótipo racista" e "completamente inaceitável".

Antes da vitória, por 4-1, em casa do Genk, a noite do Liverpool na Liga dos Campeões começou com um sobressalto provocado pelos próprios adeptos que acompanharam a equipa inglesa na deslocação à Bélgica: uma faixa com uma composição fotográfica em que o rosto do avançado Origi surgia num corpo nu com um pénis gigante, ao lado do troféu da Liga dos Campeões. Quando os responsáveis do clube deram conta, ainda antes de as equipas entrarem para o aquecimento, a faixa foi retirada e emitida uma declaração a condenar a imagem que "perpetua um estereótipo racista".

"Isto é completamente inaceitável", fez saber o Liverpool, que rotulou de "altamente ofensivo e inapropriado" o conteúdo da faixa: "Tratámos de fazer com que fosse retirado, logo que nos apercebemos. Vamos procurar identificar os responsáveis por trazer aquilo para o interior do estágio e agir em conformidade".