Licença para contratar: depois da polémica, 330 milhões para o City de Guardiola

Licença para contratar: depois da polémica, 330 milhões para o City de Guardiola
Redação

"Citizens" dispõem de cerca de 330 milhões de euros para contratar

O Manchester City já prepara a próxima temporada, com um ataque em força ao mercado, ainda mais depois de o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) ter anulado o castigo no caso da violação do fair-play financeiro.

Assim, segundo o jornal "Sport", os "citizens" de Pep Guardiola têm cerca de 330 milhões de euros para contratar, sendo a prioridade a aquisição de dois centrais, um substituto para Sané (vai para o Bayern) e um médio ofenisvo.

A publicação aponta mesmo alguns nomes, como é o caso Kalidou Koulibaly (Nápoles), Diego Carlos (Sevilha), Milan Skrinniar (Inter), David Alaba (Bayern) ou Nathan Aké (Bournemouth)

Para render Sané, Ferrán Torres (Valência) é uma opção, a troco de 30 a 40 milhões de euros, enquanto a última vaga, a de médio ofenisivo, pode ficar Kai Havertz (Bayer Leverkusen). No entanto, este parece estar mais próximo do Chelsea.