Le Tissier deixa Southampton após tweet polémico sobre massacre na Ucrânia

Le Tissier deixa Southampton após tweet polémico sobre massacre na Ucrânia

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

Lenda do clube tinha deixado implícita a opinião de que os assassinatos em Bucha eram mais uma "manipulação dos meios de comunicação social"

Matt Le Tissier, segundo jogador com mais jogos e segundo melhor marcador de toda a história do Southampton, abandonou o cargo de embaixador do clube, anunciou o próprio antigo futebolista nas redes sociais.

"A todos os adeptos do Southampton. Decidi deixar o meu cargo de embaixador do Southampton. As opiniões são minhas como sempre foram e é importante dar este passo para evitar qualquer tipo de confusão. Isto não afeta a minha relação e o meu amor pelo clube. Continuarei a ser mais um adepto. Ainda assim, pude ver que, devido aos acontecimentos recentes, é importante separar o trabalho em prol da relação com o clube que apoiei e representei a maior parte da minha vida. Voltarei a ver-vos no St. Mary's e farei sempre tudo o que esteja ao meu alcance para ajudar o clube", escreveu o antigo internacional inglês.

Le Tissier tinha criado alguma polémica, depois de apontar a palavra "Isto" na direção de um tweet que defendia que o massacre de Bucha, que vitimou mortalmente cidadãos ucranianos, era "uma manipulação dos meios de comunicação social".

Refira-se que Le Tissier apagou esse tweet e escreveu um novo, defendendo que as pessoas que o comentaram ou responderam não perceberam o ponto do antigo futebolista.

"Apaguei o tweet anterior porque como habitualmente as pessoas não entenderam o meu ponto. O meu ponto era sobre a manipulação dos meios de comunicação social, mas vocês sabiam", referiu.