Klopp aborda insucesso do Liverpool: "O motivo por que as coisas mudaram..."

Klopp aborda insucesso do Liverpool: "O motivo por que as coisas mudaram..."
Redação

Técnico dos reds apontou a ausência de jogadores e as alterações no setor recuado em momentos diferentes da época como fatores preponderante para, agora, apenas lutar pelo apuramento para a próxima Liga dos Campeões

O Liverpool defronta, esta quinta-feira (20h15), o Chelsea e, em conferência de antevisão ao jogo de cartaz da 29.ª ronda da Premier League, o treinador alemão dos reds Jurgen Klopp abordou os fatores da prestação progressivamente aquém do ainda campeão inglês na prova.

"Começámos bem a época, estivemos bem durante muito tempo, sempre lá em cima na tabela, a marcar golos. Mas os problemas surgidos tiveram influência e a maioria deles relacionaram-se com lesões. Em 20 anos como treinador, nunca tive de mudar a defesa a cada semana. A defesa é muito importante para a estabilidade da equipa. Podem dizer que é uma desculpa, mas não interessa. Não usamos isso como desculpa, mas se me perguntarem, este é o motivo [lesões] por que as coisas mudaram", referiu o técnico germânico, em declarações à Sky.

Ao longo desta temporada desportiva, Jurgen Klopp tem sido impossibilitado de utilizar os defesas Joe Gomez (ausente desde novembro), Virgil van Djik (outubro), Joel Matip (janeiro), os médios Naby Keita (dezembro) e Fabinho (fevereiro), o avançado português Diogo Jota (dezembro) e, mais recentemente, o capitão Henderson, que ficará de força até, pelo menos, ao mês de abril.

Klopp assumiu que, não obstante esses calvários, as inerentes adaptações e o recurso a jovens inexperientes, o Liverpool "continua a ter boa equipa" e "maior responsabilidade de vencer", mas lamentou necessitar de "ponderar constantemente" os alinhamentos iniciais para cada jornada da Premier League.

O atual campeão inglês em título está bem distante de renovar a conquista do cetro da competição. O emblema da cidade dos Beatles está no sexto lugar da classificação, com 43 pontos somados, ou seja, a a dois da vaga para a Champions e a... 22 do imparável líder Manchester City.

Nesse cenário, Jurgen Klopp direciona o foco para a atual participação na Liga dos Campeões (está em vantagem sobre o Leipzig (0-2) nos oitavos da prova) e para o garantir da qualificação europeia do Liverpool até ao final do campeonato inglês - tem dez jornadas para o fazer.

"Vamos ver como acaba a época. Ainda estamos na Champions e há algumas coisas por fazer. Mas também sabemos, pois aprendemos isso esta temporada, que não podemos dar nada por garantido", salvagardou o técnico alemão da equipa dos reds.

Nos últimos cinco jogos no principal escalão inglês, o Liverpool conseguiu apenas somar um triunfo, ante o Sheffield United (0-2). Nesta quinta-feira, em Anfield, tentará somar a segunda vitória consecutiva, em receção ao Chelsea, o que não sucede desde janeiro.