Jogadores do Almeria pressionados a rumarem para países árabes

Jogadores do Almeria pressionados a rumarem para países árabes

Segundo o "As", o proprietário do Almería quer angariar 20 M€ com transferências a preços inflacionados para poder reforçar o plantel que já foi treinado por Pedro Emanuel

O Almería, da II liga espanhola, está a viver dias agitados e, segundo o jornal "As", está a pressionar os jogadores dispensáveis a aceitarem propostas de países árabes. De tal forma, que vários atletas já apresentaram queixa ao Sindicato dos jogadores de Espanha.

De acordo com as informações do jornal espanhol, o plano foi concebido pelo xeique Turki Al-Sheikh, o proprietário, para fazer face às restrições nas contratações e aumento do teto salarial. A ideia deste responsável, consultor da Corte Real e atual Presidente da Autoridade Geral de Entretenimento da Arábia Saudita, é angariar 20 milhões de euros inflacionando o valor jogadores como Sekou, Gaspar, Romera, Chema e René nas transferências para a Arábia Saudita e outros países do Golfo.

O Almería é o atual segundo classificado de La Liga 2, a seis pontos do líder Cádiz, e começou a época com Pedro Emanuel no comando, mas o treinador português saiu após 14 jogos e foi substituído por Guti, antigo médio do Real Madrid.

No clube, continua Mário Silva, que desempenha as funções de coordenador da formação.