"João Félix não está no nível esperado", atira o "antecessor de Mourinho"

"João Félix não está no nível esperado", atira o "antecessor de Mourinho"

Javier Clemente, antigo selecionador espanhol, falou sobre vários temas da atualidade do futebol do país vizinho.

Já treinou clubes como Atlético de Madrid, Atlético de Bilbau e Marselha, entre outros. Foi selecionador de Espanha, Sérvia, Camarões e Líbia e, recentemente, foi sondado para assumir as rédeas de Israel. Agora, com 69 anos, Javier Clemente demonstra continuar atento à realidade do futebol espanhol e internacional e, em entrevista ao portal "Sports Walla", revela considerar-se um "antecessor" de José Mourinho.

"Antecessor de Mourinho? Pode ser, sim. Utilizei os meios de comunicação para motivar os jogadores a adotarem a atitude certa e também para que os adeptos da minha equipa ou seleção se colocassem a meu lado. É certo que fiz algumas declarações, mas não disse nada de mal sobre rivalidades e outros treinadores. Foquei-me em mim e nas necessidades das minhas equipas", afiançou Clemente, que analisa o Atlético de Madrid de Diego Simeone e expressa algum desapontamento com rendimento de João Félix ao serviço dos "colchoneros":

"Há alguns problemas ali [no Atlético], especialmente no ataque. Morata é novo, Diego Costa está lesionado e João Félix não está no nível esperado. Criam situações de ataque, mas falta aquela harmonia que Simeone quer ver", asseverou Javier Clemente, que nomeia Raúl González, histórico capitão do Real Madrid, como o melhor jogador que treinou.