"Os meus filhos podem ver que fui um bad boy, mas eu sou boa pessoa"

"Os meus filhos podem ver que fui um bad boy, mas eu sou boa pessoa"

Kevin-Prince Boateng encontra-se ao serviço do Eintracht Frankfurt.

Kevin-Prince Boateng fez uma reflexão sobre a carreira, em entrevista à Sport 1. O internacional ganês admitiu que nem sempre foi um modelo a seguir, mas garantiu que nunca deixou de ser uma "boa pessoa".

"Na Internet, os meus filhos podem ver ver que costumava ser um 'bad boy', que cometi muitos erros e que o pai não é perfeito. Mas também podem ver que sou uma boa pessoa e que fiz muitas coisas das quais se podem orgulhar", atirou Boateng, que não esqueceu os tempos conturbados por que passou no Schalke 04.

"Os últimos meses no Schalke foram, sem dúvida, os piores da minha carreira. Foi como levar um murro na cara, quando as coisas correm bem é tudo espetacular, mas quando corre mal... Estou orgulhoso de ter saído desse momento difícil e de ter tornado essa tristeza e essa agressividade em algo positivo. Esse período ajudou-me a abrir os olhos e a perceber como tudo muda de forma rápida no futebol", acrescentou.

Na presente temporada. Kevin-Prince Boateng leva seis golos marcados em 32 jogos oficiais com a camisola do Eintracht Frankfurt.