"Neymar não foi antes para o Real Madrid porque eu não deixei"

"Neymar não foi antes para o Real Madrid porque eu não deixei"

Antigo presidente do Santos confirmou que o Real Madrid esteve prestes a concretizar a contratação do brasileiro em 2006

Numa entrevista com Marcelo Teixeira, antigo presidente do Santos, publicada pelo jornal espanhol AS, o dirigente confirma que o Real Madrid esteve prestes a fechar a contratação de Neymar em 2006, sete anos antes de rumar ao rival, o Barcelona.

Agora, numa altura em que é hipótese que o internacional brasileiro possa deixar o Paris Saint-Germain para reforçar, precisamente, o emblema merengue, o ex-dirigente nao se deixa dúvidas: "Se não chegou antes, foi porque eu impedi".

"Ele ficou encantado com os galáticos. Com o tempo, conseguimos localizar o pai dele e fazer-lhe uma proposta com a qual receberia um milhão de dólares. Ele aceitou facilmente", lembrou Marcelo Teixeira.

"Toda a direção me chamou louco naquele momento, mas todos sabíamos que Neymar era diferente. Mantê-lo era essencial para o Santos e para os seus objetivos, que o tinham como protagonista. Foi uma decisão difícil que tive que tomar sozinho, mas no momento certo", disse ainda.

Para o ex-presidente do Santos, "Neymar é um dos melhores jogadores do futebol mundial". Marcelo Teixeira chega ainda a admitir que pode mesmo "rivalizar com Messi e Cristiano Ronaldo".

"Está bem aconselhado pelas suas companhias. O meu conselho é que jogue futebol e mostre a sua capacidade única, que é produto do seu trabalho árduo e dedicação, mas especialmente da habilidade que recebeu de Deus", concluiu.