Mercado fechou em Inglaterra: os negócios confirmados e os que caíram

Mercado fechou em Inglaterra: os negócios confirmados e os que caíram

Bruno Fernandes, Dybala ou Mandzukic foram alguns dos nomes que ficaram pelo caminho no fecho de mercado do futebol inglês.

O mercado está fechado em Inglaterra: às 17h00 desta quinta-feira, os clubes da Premier League - e das divisões inferiores - deram por encerrados os plantéis, salvo algumas exceções, como foi o caso da mudança de David Luiz para o Arsenal. Mas vamos por partes.

Desde logo, há a salientar um dado curioso: o Liverpool, campeão europeu em título e segundo classificado da liga inglesa em 2018/19, gastou apenas 1,9 milhões de euros na janela de mercado de verão: foi quanto custou o jovem Van den Berg, de 17 anos, proveniente dos holandeses do Zwolle.

Mas o "deadline day", como lhe chamam os britânicos também contou com negócios sonantes: Lukaku deixou o Manchester United e rumou a Itália - assinou pelo Inter - a troco de 80 milhões de euros. Em matéria de contratações, o dia foi mais parado do que o esperado no emblema de Old Trafford: Bruno Fernandes e Mandzukic não foram anunciados e mantêm-se, por agora, no Sporting e na Juventus, respetivamente. Até Fernando Llorente, jogador livre que tinha sido apontado aos "red devils", ficou de fora das cogitações do United.

O Tottenham, por sua vez, esperou até à última para as oficializações: Lo Celso chegou aos "spurs" por empréstimo do Bétis e Ryan Sessegnon, uma das grandes promessas do futebol inglês, também foi anunciado.

O Arsenal também guardou boas notícias para os adeptos para o último minuto: David Luiz deixou o Chelsea e assinou pelos "gunners", já depois de estes terem comunicado a contratação do escocês Kieran Tierney, ao Celtic de Glasgow.

Por fim, de salientar outras transferências que marcaram o dia: o campeão Manchester City contratou mais um guarda-redes e o jovem espanhol Pedro Porro, ex-Girona. Drinkwater trocou o Chelsea pelo Burnley e o Leicester contratou o belga Dennis Praet, que se junta aos portugueses Ricardo Pereira e Adrien Silva. Matheus Pereira foi cedido pelo Sporting ao West Bromwich, assim como Chris Willock, este emprestado pelo Benfica.

Em sentido inverso, além de Bruno Fernandes e Mandzukic, Dybala e Wilfried Zaha eram outros nomes que geravam expectativa, mas que acabaram por permanecer nos respetivos clubes, neste caso Juventus e Crystal Palace.