Mircea Lucescu já não é selecionador da Turquia

Mircea Lucescu já não é selecionador da Turquia

Senol Gunes, treinador do Besiktas, é apontado como sucessor do técnico romeno.

Mircea Lucescu foi esta segunda-feira despedido de selecionador da Turquia e Senol Gunes, técnico do Besiktas que em 2002 levou equipa nacional ao terceiro lugar no Mundial, é apontado como provável sucessor.

"Chegámos a acordo com o treinador da equipa nacional, Mircea Lucescu, quanto à quebra do contrato" que vigorava desde 2017, anunciou a federação, em comunicado.

O anúncio surge no momento em que a Turquia procura renovar-se antes de entrar na fase de qualificação para o Europeu de 2020, na qual vai disputar o Grupo H com a França, campeã mundial em 2018, a Islândia, a Albânia, a Moldávia e Andorra.

O treinador romeno de 73 anos falhou a qualificação para o Mundial de 2018, na Rússia, sendo que em 17 jogos no cargo o seu saldo foi negativo, com sete derrotas, seis empates e quatro vitórias.
A federação ainda não nomeou o sucessor de Lucescu, mas a imprensa turca avança o nome de Senol Gunes, 66 anos, atual técnico do Besiktas, terceiro classificado do campeonato, e no qual joga Ricardo Quaresma.

Um porta-voz da federação assumiu que este é o "primeiro nome" da lista de candidatos e que espera que as conversações possam "evoluir" até ao compromisso.
O Besiktas estará já à procura de substituto para o seu treinador desde 2015 e que já tinha passado pela seleção de 2000 a 2004, sendo responsável pelo terceiro lugar no Mundial do Japão e Coreia do Sul, o melhor desempenho da história da Turquia.