Guarda-redes da seleção russa bebeu demais e foi detido por distúrbios

Guarda-redes da seleção russa bebeu demais e foi detido por distúrbios

Lunev em "avarias" no aeroporto

O guarda-redes do Zenit e da seleção russa, Andrei Lunev, foi detido esta terça-feira no Aeroporto de Vnukovo, em Moscovo, na sequência de distúrbios provocados em ligeiro estado de embriaguez.

Segundo a Ren TV, o futebolista estava integrado na comitiva da seleção russa (que regressara de Nizhny Novgorod depois de ter batido o Chipre por 1-0) e, num dos balcões do aeroporto, ao fazer o chek-in para a viagem com destino a São Petersburgo, começou a discutir com uma funcionária em voz alta e com tom ameaçador.

A polícia foi chamada e deteve depois o guarda-redes, levando-o para a esquadra do aeroporto, onde seria acusado de conduta desordeira.

Com uma taxa de 0,77 gramas de álcool por litro de sangue, Lunev acabou libertado depois de pagar uma multa de mil rublos (cerca de 13 euros).

Lunev tem 27 anos e sete internacionalizações pela Rússia.