FIFA adverte Peru contra ingerência estatal na federação

FIFA adverte Peru contra ingerência estatal na federação

A proposta de lei de bases do desporto peruano "apresenta alguns aspetos que contrariam os estatutos da FIFA", afirma o organismo.

A FIFA lembrou esta sexta-feira a Federação Peruana de Futebol que as suas regras impedem qualquer ingerência estatal, uma semana depois daquele país sul-americano ter-se qualificado para o Mundial de 2018, pela primeira vez em 36 anos.

O organismo regulador do futebol reagiu à proposta de lei de bases do desporto peruano, a qual, se for aprovada nos moldes em que foi apresentada, no mês passado, "apresenta alguns aspetos que contrariam os estatutos da FIFA".

Em casos extremos, a FIFA pode mesmo suspender seleções nacionais e clubes dos países que infrinjam os seus regulamentos, tendo-se mostrado, historicamente, intransigente, sempre que se registou interferência estatal nas federações suas filiadas.

O organismo internacional advertiu que "continuará a acompanhar a situação" da lei de bases do desporto do Peru, que deverá enviar uma delegação na próxima semana a Moscovo, com vista à preparação da participação da sua seleção na fase final do Campeonato do Mundo.