Ferreira-Carrasco adiou regresso à China e tem salário... suspenso

Ferreira-Carrasco adiou regresso à China e tem salário... suspenso

Dalian Yifang não perdoa comportamento do avançado belga, que se atrasou na reintegração após compromisso com o seu país. Apenas mais uma polémica a juntar a outras

Yannick Ferreira-Carrasco está... em mauss lençóis. O avançado da Bélgica, hoje a vestir as cores do Dalian Yifang, viu o emblema chinês suspender o seu salário por ter chegado atrasado aos trabalhos da equipa depois do compromisso com a seleção do seu país, dia 11, contra a Escócia.

Apesar de ter utilizado o Twitter para se justificar, assumindo que a demora se deveu a razões que não pode controlar, o camisola 10 não escapou à pesada pena. "O Dalian sempre deu importância ao coletivo e nenhum jogador está acima disso. Tratamos todos por igual. O clube não tolera que alguém não cumpra as regras estabelecidas", esclareceu o 11.º do campeonato local em comunicado.

Este não terá sido o único episódio que causou desagrado entre os dirigentes do Dalian. Também nas redes sociais, Yu Zigian, veterano guarda-redes dos chineses, acusou Carrasco de ter forçado o amarelo da suspensão para viajar mais cedo rumo à Europa. "Viu deliberadamente o quarto cartão amarelo para poder voltar à Europa mais cedo e depois perde o jogo por o avião estar atrasado... Como é possível chegar um dia depois? Nos treinos não se mexe, fica no mesmo lugar, sem atacar ou defender", atirou.