Contratação surpresa a custo zero dá a Supertaça Europeia ao Liverpool

Contratação surpresa a custo zero dá a Supertaça Europeia ao Liverpool

Adrián defendeu o quinto penálti do Chelsea, apontado por Abraham, e deu o primeiro título da época aos reds

Liverpool e Chelsea defrontaram-se na Supertaça Europeia, em Istambul, e deixaram o título decidir-se nos penáltis (5-4), após o 1-1 no tempo regulamentar e 2-2 após o prolongamento. Os dois guarda-redes, Adrián e Kepa, respetivamente, foram dos melhores em campo e a glória dos reds surgiu mesmo nos pés do reforço espanhol contratado a custo zero ao defender o penálti de Abraham. Adrián chegou de surpresa, um dia depois da saída de Mignolet, após terminar contrato com o West Ham, depois de uma carreira discreta.

A partida foi emocionante do princípio ao fim, com 17 remates à baliza e 40 oportunidades entre as duas equipas. O Chelsea adiantou-se por Giroud ainda na primeira parte, mas o técnico dos reds, Jurgen Klopp, lançou ao intervalo Firmino e o avançado brasileiro fez duas assistências para Mané virar o jogo. No entanto, entre períodos de domínio alternados, o Chelsea recuperou através de um penálti convertido por Jorginho, levando a decisão para os penáltis, onde o único a falhar foi o jovem Abraham, que antes, no prolongmaneto, já tinha falhado um golo à boca da baliza.

Depois de perder 4-0 na estreia como treinador do Chelsea, contra o Manchester United, Frank Lampard continua sem ganhar nos blues.

Na partida desta quarta-feira outra nota de destaque foi a árbitra Stéphanie Frappart, a primeira numa final europeia. Teve um lance difícil de ajuizar logo a abrir (aos 5', com os braços, Christensen travou um pontapé de bicicleta de Mané na área do Chelsea, ela mandou seguir e o VAR não interveio), mas depois arbitrou de forma discreta.