Bonucci e o regresso à Juventus: "Aceitei o Milan num momento de raiva"

Bonucci e o regresso à Juventus: "Aceitei o Milan num momento de raiva"

O central foi reapresentado em Turim depois de uma época no rival de Milão

As transferências de jogadores entre clubes grandes italianos estão longe de ser algo inédito, mas talvez o caso de Bonucci fuja um pouco a esse padrão.

Depois de sete épocas com a camisola da Juventus, o central transferiu-se para o Milan, onde recebeu de imediato a braçadeira de capitão. No entanto, Bonucci está de regresso a Turim e foi esta sexta-feira...reapresentado.

A saída do defesa italiano da Juventus começou a desenhar-se, recorde-se, numa discussão com o treinador Massimiliano Allegri, em vésperas da visita ao FC Porto, nos oitavos de final da Liga dos Campeões, em 2016/17.

"Aceitei o Milan num momento de raiva. Com certeza que a discussão com o treinador foi um dos motivos que me fez ir embora. Mas no último ano conversámos algumas vezes para clarificar tudo e temos uma excelente relação, somos pessoas inteligentes. Graças a ele melhorei", explicou Bonucci, que afirmou nunca ter deixado verdadeiramente a Juventus.

"Queria voltar porque tinha saudades de casa e em cada viagem há um regresso a casa. Deixei aqui o meu coração, sou da Juventus desde que nasci. Se hoje me apresentassem uma proposta para sair da Juventus nem sequer pensaria nisso."

Bonucci agradeceu ao Milan por ter "permitido" a transferência e reservou uma palavras para Gattuso, que o orientou nos rossoneri: "A maior felicidade no Milan foi ter sido treinado pelo Gattuso, é uma excelente pessoa. Foi uma época que me deu coisas a nível humano, mas tirou-me as vitórias."

Relativamente à uma possível reação negativa dos adeptos da Juventus, Bonucci tem clara a forma como deve responder. "A única resposta que tenho que dar ao clube e aos adeptos é dentro de campo, com sacrifício, fome e sentimento de pertença. Compreendo os adeptos, sempre os respeitei, no final de cada jogo sou o primeiro a agradecer-lhes. Aceito os assobios dos adeptos adversários e se forem assobios dos adeptos da minha equipa tenho que os transformar em aplausos", finalizou.

Bonucci vai voltar a envergar a camisola 19, que esta época seria do guarda-redes Perin, mas este cedeu-a.