Hulk recorda críticas e a ajuda de Jesualdo: "Quando cheguei ao FC Porto..."

Hulk recorda críticas e a ajuda de Jesualdo: "Quando cheguei ao FC Porto..."
Rodrigo Cortez

O avançado do Atlético Mineiro reconheceu a importância das palavras do "Professor" para a sua vida.

Com uma pequena frase, Jesualdo Ferreira mudou para sempre a vida de Hulk, então um jovem desconhecido que chegava ao FC Porto proveniente do campeonato japonês. É o jogador do Atlético Mineiro a relembrar agora, mais de dez anos depois, os tempos em que foi treinado pelo "Professor", que agora comanda o Boavista.

"Quando eu cheguei ao FC Porto, vindo do Japão, ainda era Jesualdo o professor, e muitos criticavam o FC Porto por ter contratado um jogador do futebol japonês. Mas o Jesualdo disse-me, então, que a dimensão do campo no Japão é a mesma da Europa. Disse que a bola é a mesma e que o Hulk só tinha que chegar e jogar. Eu levei aquilo comigo", conta Hulk, que voltou recentemente a recorrer ao mesmo conselho para ultrapassar a desconfiança dos adeptos do Galo. "Quando eu cheguei ao Atlético houve muita desconfiança, muitas pessoas a dizer que o Atlético fez um mau investimento, mas nunca foi algo que me chateou ou tirou o foco", reconheceu o avançado que, em julho, comemora 35 anos.

Entretanto, as exibições têm superado as melhores expetativas. O treinador Cuca começou a utilizar Hulk no centro do ataque, na posição nove, e este tem correspondido com golos: onze em 22 jogos. "Fico mais próximo do golo e isso ajuda. O Cuca dá liberdade e nós mudamos de posição com frequência", disse ainda, já de olho num objetivo que tem em mente: "Quero jogar bem para, quem sabe, ter a oportunidade de vestir a camisa da Seleção. Aí seria muito feliz."