"Havia pessoas a morrer com coronavírus, então ia reclamar do quê?"

"Havia pessoas a morrer com coronavírus, então ia reclamar do quê?"
Redação

Ricky van Wolfswinkel recorda momentos difíceis devido a um aneurisma.

Ricky van Wolfswinkel passou por um tremendo susto na vida, devido a um aneurisma cerebral. O avançado holandês, que já passou pelo Sporting, recordou momentos difíceis em entrevista à BBC.

"Foi assustador. Não estamos à espera de algo assim. Normalmente, com lesões, sabemos o prazo e trabalhamos duro todos os dias para progredir", admitiu, falando em "dias difíceis no hospital".

"Não pude jogar durante seis meses. Não pude treinar, não pude fazer nada. No primeiro dia [fora do hospital], comprei flores para minha esposa para lhe pedir desculpas pelos próximos meses, porque sabia que ficaria mal-humorado", continuou Wolfswinkel, apontando, por outro lado, que há coisas piores na vida.

"Foram dias difíceis que vivi no hospital, mas há coisas piores na vida. Havia pessoas a morrer com coronavírus, então ia reclamar do quê?", atirou.

Wolfswinkel, hoje com 31 anos, jogou no Sporting em 2011/12 e 2012/13. Cumpriu a terceira época no Basileia.