Gold Cup: um golo a acabar o prolongamento decidiu a final entre Estados Unidos e México

Gold Cup: um golo a acabar o prolongamento decidiu a final entre Estados Unidos e México
Redação com Lusa

Seleção norte-americana, com o boavisteiro Reggie Cannon, levou a melhor frente a Corona e companhia.

Os Estados Unidos conquistaram a sétima Gold Cup da CONCACAF de futebol, ao baterem na final o México, por 1-0, com o golo do triunfo a aparecer apenas a dois minutos do final do prolongamento.

No Estádio Allegiant, nos arredores de Las Vegas, no Nevada, o defesa Miles Robinson decidiu a partida, aos 118 minutos, num lance de bola parada, quando parecia que a final iria ser decidida no desempate por grandes penalidades.

O central dos Atlanta United apareceu solto, num livre marcado por Kellyn Acosta, e deu aos Estados Unidos o título da Gold Cup, o primeiro desde 2017.

Do lado dos norte-americanos, Reggie Cannon, que atua no Boavista, foi titular no lado direito da defesa, enquanto Corona esteve na equipa principal do México, que era o detentor do título.

Os Estados Unidos vingaram-se da final da última edição, em 2019, em que perderam precisamente por 1-0, com os mexicanos, que mesmo assim continuam recordistas da prova, com oito triunfos.