FIFA pretende Mundial'2030 organizado em conjunto por países árabes

FIFA pretende Mundial'2030 organizado em conjunto por países árabes
Redação com Lusa

Presidente do organismo defendeu essa ideia numa conferência em Jerusalém. Confirmação foi feita pelo primeiro-ministro de Israel

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, defendeu, esta quarta-feira, a organização conjunta do Mundial'2030 por Israel e outros países árabes, liderados pelos Emirados Árabes Unidos. A possibilidade já foi transmitida ao governo israelita.

Em visita a Israel, Infantino defendeu essa ideia durante uma conferência realizada em Jerusalém e, mais tarde, num encontro que teve com o primeiro-ministro israelita, Naftali Bennett.

"Confirmo que o presidente da FIFA lançou a ideia de que Israel poderia sediar o Campeonato do Mundo de 2030 com outros países da região, liderados pelos Emirados Árabes Unidos", confirmou Bennett, em comunicado.

Antes, numa conferência organizada pelo jornal Jerusalem Post, o dirigente máximo do organismo que rege o futebol mundial defendeu que o Mundial tem a "capacidade e a magia de unir as pessoas".

"Acho que a coorganização é o futuro e porque não sonhar e pensar com um Mundial em Israel. Seja sénior, júnior, masculino ou feminino", disse Infantino, recordado o recente "acordo histórico" entre as federações de futebol de Israel e dos Emirados Árabes Unidos.

Em 2020, países como os Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Sudão e Marrocos normalizaram suas relações políticas com Israel. O propósito é usar o futebol para manter essa estabilidade.

"A FIFA quer colocar o futebol a serviço da sociedade, para, realmente, fazer a diferença, dando a sua contribuição, sempre que possível, para a paz e a estabilidade na região", concluiu.