Federação inglesa rejeita recurso para prolongar suspensão de Trippier

Federação inglesa rejeita recurso para prolongar suspensão de Trippier
Redação com Lusa

Lateral do Atlético de Madrid foi punido em 21 de dezembro com 10 semanas de suspensão por fornecer informações privilegiadas sobre a transferência para Espanha

A Federação Inglesa de Futebol (FA) anunciou, esta terça-feira que o recurso para prolongar a suspensão ao jogador Kieran Trippier, por desrespeitar as regras sobre apostas desportivas, foi rejeitado e que a mesma terminará em 28 de fevereiro.

O lateral do Atlético de Madrid foi punido pela FA em 21 de dezembro com 10 semanas de suspensão de todas as atividades relacionadas com o futebol e multa de 70.000 libras (cerca de 77.500 euros), depois de ter fornecido informações privilegiadas.

O caso remonta a 2019, quando o internacional inglês manteve contacto com vários amigos num grupo no WhatsApp, dando conta da sua iminente transferência do Tottenham para o Atlético de Madrid, sendo que estes foram fazendo várias apostas ao longo desses dias.

A suspensão levou o lateral perder duas semanas de competição em dezembro, mas o Atlético de Madrid recorreu e a FIFA confirmou no início de janeiro que enquanto durasse o recurso, o jogador estava autorizado a competir.

O efeito suspensivo do castigo levou a FA a solicitar à sua comissão independente reguladora uma revisão das datas da suspensão até que a FIFA decida se a mesma se deve aplicar ou não fora de Inglaterra, mas o pedido foi rejeitado, informou hoje o organismo.

De acordo com a comissão, Trippier foi levado a crer que os procedimentos estavam concluídos e que a partir do final de fevereiro se abriria um novo capítulo, pelo que uma alteração de datas "iria criar incerteza para o jogador".

Assim, a FA acrescenta que a suspensão estará finalizada em 28 de fevereiro, mesmo que o processo continue na FIFA.