Ex-Real Madrid visa Barcelona: "São uma máfia e devem ser castigados"

Ex-Real Madrid visa Barcelona: "São uma máfia e devem ser castigados"
Alexandre Dionísio

Rafael van der Vaart criticou a forma como o Barcelona não deixou que os problemas financeiros impedissem um fortíssimo investimento no mercado e reprovou também a forma como o clube está a lidar com De Jong.

Rafael van der Vaart, antigo internacional neerlandês que passou pelo Real Madrid na sua carreira, teceu este domingo várias críticas à direção do Barcelona, presidida por Joan Laporta.

Apesar da frágil situação financeira que o clube atravessa, o Barça investiu mais de 150 milhões de euros até ao momento, após ter contratado Robert Lewandowski, Raphinha, Julen Koundé, Franck Kessié e Andreas Christensen.

"Como raio se compram jogadores quando não se tem dinheiro? É uma vergonha. Laporta não pára de se rir, com a sua grande cabeça. Esse homem acha-se o rei", começou por visar o médio, em direto para o canal neerlandês Ziggo Sport.

A situação do compatriota Frenkie de Jong - Barcelona alega que existem ilegalidades na renovação do seu contrato, em 2020, e pretende regressar aos valores concordados na altura da sua contratação (2019) - também mereceu duras críticas de Van der Vaart, que acusa o conjunto catalão de ser uma "máfia".

"Não se pode tratar as pessoas desta forma. O Frenkie ganha demasiado? Primeiro, assinas um contrato e depois cumpres, ou então sais em bons termos, não desta forma. São uma máfia e devem ter castigados", considerou.