Ex-mulher de Salvio garante: "Jamais tive um pau para lhe bater"

Ex-mulher de Salvio garante: "Jamais tive um pau para lhe bater"
Redação

Ex-Benfica enfrenta medidas de coação após ter sido acusado de atropelar a ex-mulher

Magali Aravena, ex-mulher de Eduardo Salvio, contou, por meio de mensagens, ao programa 'LAM' da 'America TV' alguns detalhes do que terá acontecido na noite de quinta-feira, quando alegadamente foi vítima de um atropelamento por parte do antigo extremo do Benfica.

"Não vou dar o meu testemunho porque os meus filhos estão muito afetados com isto e tenho de pensar neles. Em nenhum momento foi minha intenção que isto se tornasse público. Espero que entendas", introduziu-se Aravena, que preferiu não entrar em direto no programa.

"Jamais quis bater em alguém, só lhe pedi para ele sair do carro. Arrastou-me para a frente e para trás. Separei-me há três semanas e há uma mudei-me com os meus filhos. Jamais tive um pau para lhe bater. Quero que apareçam todos os vídeos, inclusive os que foram gravados por quem estava no carro. Eu vou para o vidro do pendura porque o meu marido tinha o dele fechado. Estive 13 anos com ele", contou.

A justiça argentina já atuou em relação ao caso, aplicando medidas de coação ao extremo de 31 anos, entre as quais a proibição de estar a menos de 300 metros de distância da alegada vítima, sair do país sem autorização prévia e de conduzir durante um mês. A ordem de afastamento não abrange os filhos que Salvio e Aravena têm em comum, pelo que o jogador está livre para contactar com ambos.