Evra recorda: "São gays, têm de sair agora, não vou tomar banho com eles"

Evra recorda: "São gays, têm de sair agora, não vou tomar banho com eles"
Redação

Patrice Evra revela que vários jogadores do West Ham pediram a transferência de colegas que se assumissem como homossexuais em 2018

O antigo internacional francês, Patrice Evra, relatou um episódio de homofobia no balneário do West Ham, clube que representou em 2018. No podcast, Mid Point, Evra afirmou que após uma palestra de um responsável da Football Association sobre inclusão, o que gerou uma reação negativa de várias figuras do balneário dos Hammers.

"Quando eu estava a jogar pelo West Ham, alguém da federação inglesa veio e disse "precisamos de aceitar toda a gente" e a quantidade de jogadores que diziam "não, se alguns dos meus companheiros de equipa são gays, eles têm de sair agora, não vou tomar banho com eles"

Evra revelou ainda que sempre apoiou os colegas de equipa que assumissem a homossexualidade em privado, apesar de alertar os próprios para "ter cuidado", porque caso o resto do plantel soubesse, a reação poderia ser diferente.