Premium Enredo de zangas, lágrimas e traições numa novela espanhola

Enredo de zangas, lágrimas e traições numa novela espanhola

Luis Enrique volta ao comando da seleção de Espanha para o Euro"2020, mas o seu homem de confiança de sempre, que ficou com o cargo nos últimos meses, bateu com a porta em litígio.

Robert Moreno não quis voltar a ser número dois na seleção de Espanha, ou Luis Enrique recusou tê-lo como adjunto outra vez? Esta é uma pergunta sem resposta clara, no meio das várias versões e da muita poeira de contrainformação que circulou desde que a federação espanhola confirmou oficialmente a troca de Moreno por Luis Enrique.

Os dois eram amigos do peito, trabalharam juntos em Roma, Vigo, Barcelona e também na seleção, mas a relação ter-se-á deteriorado nos últimos tempos, sobretudo desde que Luis Enrique mostrou interesse em reclamar o lugar que a federação tinha prometido devolver-lhe assim que se resolvessem os problemas que ditaram o afastamento .