Emoção em Londres: aplauso para Arthur, menino morto por pai e madrasta

Emoção em Londres: aplauso para Arthur, menino morto por pai e madrasta
Redação

Caso da criança sensibilizou o país e futebol não ficou de parte. Aplausos vão estender-se a outros campos.

O caso provocou uma onda de solidariedade por toda a Inglaterra e o futebol juntou-se. A memória de Arthur Labinjo-Hughes, criança de seis anos assassinada pelo pai e pela madrasta, foi respeitada com um grande aplauso durante o West Ham-Chelsea.

Corria o minuto seis quando todo o London Stadium se uniu para aplaudir o menino que foi vítima de maus-tratos por parte do pai e da sua companheira, antes de falecer em junho de 2020.

A onda de aplausos vai estender-se por outros campos, tendo já várias equipas pedido a solidariedade dos seus adeptos para celebrar a memória da vítima.