Eleven Sports explica escolha da NOWO para a distribuição dos direitos televisivos

Eleven Sports explica escolha da NOWO para a distribuição dos direitos televisivos

Pedro Pinto, um dos rostos da Eleven Sports, explicou a escolha da NOWO para distribuir os direitos televisivos.

A Eleven Sports, empresa que adquiriu os direitos de transmissão da Liga dos Campeões, da Liga espanhola e da Liga francesa, fez um acordo com a operadora portuguesa de telecomunicações NOWO para que esta ficasse com a distribuição dos mesmos direitos. Pedro Pinto, um dos principais rostos da empresa, explicou ao Público a escolha da operadora em detrimento da NOS, MEO e Vodafone, referindo que a SportTV teve influência na escolha.

"Escolhemos a NOWO porque é a única operadora independente. É sabido que a MEO, a Vodafone e a NOS são todas accionistas na Sport TV, portanto a NOWO é a única operadora verdadeiramente independente e foi com a qual negociámos e acreditamos que, para entrar no mercado português, era a única maneira de o fazer de uma forma séria e independente. A Eleven é independente, a NOWO é independente", explicou.

No entanto, Pedro Pinto não afasta um cenáro em que as outras operadoras não possam distribuir os conteúdos da Eleven Sports. "Acreditamos plenamente que o acordo vai acontecer, porque é inimaginável que a Liga dos Campeões e que a Liga espanhola e que a Liga francesa - mas, principalmente, a Liga dos Campeões - não sejam vistas pela maioria do público português nas operadoras que eles poderão ter em casa", rematou.

O grupo também garantiu a exclusividade da transmissão da UEFA Youth League em Portugal a partir de 2018/19, em detrimento da SportTV, depois de em junho ter assegurado os direitos exclusivos e em direto das I Ligas espanhola e francesa, e das taças belgas e francesas, bem como o da Liga dos Campeões e a Supertaça Europeia, também a partir desta temporada. A Eleven, refira-se, inicia as emissões a 15 de agosto na NOWO por 9,99 euros.

Até que haja um acordo entre as principais operadoras, a NOWO encontra-se em negociações com a TVI para que um jogo por jornada da Liga dos Campeões seja transmitido em canal aberto.