Dono do Almería teme desastre no arranque com o Real Madrid

Dono do Almería teme desastre no arranque com o Real Madrid
Redação

Turki Al-Sheik, dono do clube recém-promovido a La Liga, receia ser goleado. "Peço aos jogadores que empatem. Se ganharmos, será graças a Deus", afirmou

O acionista maioritário do Almería, Turki Al-Sheik, teme um desastre da sua equipa na estreia em La Liga, frente ao campeão europeu Real Madrid.

Pelo andamento da pré-temporada, pelas saídas como a sonante de Umar Sadiq, e pela demora em conseguir os reforços desejados, Turki Al-Sheik não tem dúvidas: "Temo que sejamos derrotados por um grande resultado. Peço aos jogadores que empatem. Se ganharmos, será graças a Deus. Estamos a falar do Real Madrid, o campeão da Europa", afirmou.

"A equipa ainda não está pronta. Está formada em 70%... Vamos vender dois ou três jogadores e contratar quatro ou cinco. A lei do limite salarial é um quebra-cabeças e dificulta contratos. Tivemos negócios bem sucedidos e estamos numa boa situação. A venda de Darwin foi o ponto de inversão no orçamento do clube. E subir de divisão permitiu conseguir alguns patrocínio. No passado algumas empresas sauditas e do Golfo Pérsico vieram patrocinar-nos, mas a liga recusou. Argumentavam que não era possível um clube da segunda obter tais patrocínios", contestou Turki Al-Sheik.