Dirigentes che acusam Prandelli de arranjar desculpas para "abandonar o barco"

Dirigentes che acusam Prandelli de arranjar desculpas para "abandonar o barco"

Os dirigentes do Valência deram este sábado uma conferência de imprensa para dar a sua versão sobre a demissão de Cesare Prandelli, a quem apontam duras críticas.

Anil Murthy, conselheiro do Valencia, disse ter sido "uma grande surpresa saber que Prandelli iria abandonar o barco uma semana antes da abertura de mercado" "Ele arranjou desculpas para se ir embora", sustentou

O diretor desportivo, Jesús García Pitarch, revelou que após o treino da manhã da passada quinta-feira, Prandelli lhe disse, a um canto do centro de treinos do Valência, que "queria imediatamente a incorporação no plantel de cinco jogadores com mais de 26 anos".

García Pitarch explicou ainda que, depois de falar com a presidente, ofereceram a Prandelli a contratação, no imediato, de Simone Zaza ou Obi Mikel. Mas, entretanto, o técnico, sem mais demora, demitiu-se.

Segundo o diretor desportivo, Prandelli não agiu em consonância com a sua equipa técnica e Salvador González Voro vai assumir o cargo de forma plena. "Ninguém me disse para ir procurar um treinador e, portanto, não o vou fazer. Voro será o nosso treinador", afirmou.