"De Boer arruinou a minha carreira. Tratou-me como um juvenil, uma falta de respeito"

"De Boer arruinou a minha carreira. Tratou-me como um juvenil, uma falta de respeito"
Redação

Caner Erkin, agora no Besiktas, recorda tempos complicados no Inter.

Uma das grandes figuras do futebol turco ao longo da última década, Caner Erkin guarda com ressentimento a breve passagem pelo Inter, em 2016/17.

Depois de brilhar no Fenerbahçe, o lateral-esquerdo foi contratado pelo clube de Milão, mas sairia logo em janeiro, sem qualquer minuto oficial para contar. A culpa, segundo o jogador, foi de Frank de Boer, então treinador dos "nerazzurri".

"Julgava que ia ser um passo em frente, que ia jogar para ganhar títulos, mas a atitude de Frank de Boer foi horrível. Deixou-me fora da equipa como se fosse um miúdo dos juvenis e arruinou a minha carreira. Obrigou-me a treinar à parta da equipa, uma total falta de respeito que nunca entendi. Creio que queria obrigar-me a sair com frustração", contou Erkin ao portal FCInterNews.

O internacional turco, de 31 anos, atua agora no Besiktas. De Boer acabaria por não permanecer durante muito tempo no Inter: apenas cinco triunfos em 14 jogos ditaram a saída do treinador holandês.