David Villa vai colocar um ponto final na carreira

David Villa vai colocar um ponto final na carreira

O avançado espanhol anunciou a decisão em conferência de imprensa.

David Villa anunciou esta quarta-feira em conferência de imprensa que vai colocar um ponto final na carreira no final do ano de 2019. O avançado espanhol, 37 anos, pendura as botas no Vissel Kobe, do Japão. Passou também por Barcelona, Atlético de Madrid, Sporting Gijón, Zaragoza, Valencia, Melbourn City (Austrália) e New York FC (EUA).

Em 19 temporadas como futebolista, David Villa marcou 383 golos em 732 jogos. Tem 98 internacionalizações pela Roja, seleção onde venceu um Mundial e um Europeu. No currículo conta ainda com uma Liga dos Campeões, uma Supertaça Europeia, um Campeonato do Mundo de Clubes, três campeonatos espanhóis, três Supertaças de Espanha e três Taças do Rei.

"Depois de 19 anos como profissional, tomei a decisão de deixar o futebol no final da temporada. Agradeço a todas as equipas, treinadores e colegas de equipa que me permitiram aproveitar esta carreira de sonho. E à minha família, obrigado por me apoiarem sempre nos momentos difíceis", escreveu o espanhol nas redes sociais.

O avançado espanhol, que irá abraçar um novo projeto no meio futebolístico, referiu que a decisão de encerrar a carreira de jogador foi "pensada e ponderada há muito tempo" e tomada na esfera familiar e com as pessoas mais próximas.

"Quero retirar-me do futebol, não ser obrigado a fazê-lo", acrescentou o futebolista, que marcou 59 golos pela seleção espanhola, o que o torna no máximo goleador da la roja.

David Villa, que passou quatro anos nos New York City FC (2014-2018), irá investir no Queensboro FC, um clube com sede em Queens, em Nova Iorque, que disputa o equivalente à segunda divisão dos Estados Unidos.

"Apesar de não estar em campo, continuarei a envolver-me no futebol de outra maneira e a contribuir para o mundo do futebol", afirmou.