Cucurella e o incidente com Romero: "Nunca irei cortar o cabelo"

Cucurella e o incidente com Romero: "Nunca irei cortar o cabelo"
Alexandre Dionísio

O lateral esquerdo protagonizou um lance polémico junto de Cristian Romero, que antecedeu o golo final do Tottenham-Chelsea (2-2).

Marc Cucurella protagonizou um lance polémico no Tottenham-Chelsea do último domingo (2-2), no qual Cristian Romero, central dos spurs, puxou-lhe o cabelo num canto que antecedeu o golo de Harry Kane, aos 90+6, que selou o empate na partida.

Essa infração de Romero não foi assinalada pela equipa de arbitragem, uma decisão que até motivou uma petição a defender que Anthony Taylor não volte a arbitrar uma partida do Chelsea.

Esta quinta-feira, o lateral esquerdo, que deixou o Brighton pelo Chelsea a troco de cerca de 68 milhões de euros, segundo a Imprensa internacional, recordou esse mesmo lance, lamentando que não tenha sido assinalada falta.

"Desde quando é que é permitido puxar o cabelo de um adversário? O vídeo é muito claro. Não sei o que se passou com o árbitro. Ele deu-me um pontapé na perna, puxou-me o cabelo... Foi um erro do árbitro ou do VAR", considerou, em declarações à BBC.

Assumindo que não guarda rancores em relação a Romero, Cucurella revelou que a última vez em que foi alvo de um lance parecido remonta a quando tinha... 12 anos de idade. Em jeito de conclusão, assegurou também que ações como a de Romero nunca o farão mudar de penteado.

"É estranho, só me lembro de outra vez em que um jogador fez isso [puxar-lhe o cabelo]. Eu era muito jovem, tinha 12 anos, e nunca tive outro episódio desde aí. Este é o meu estilo, nunca irei cortar o cabelo", rematou o lateral espanhol, de 24 anos.