Corrida ao Mundial: Alemanha e Países Baixos vencem com sofrimento

Corrida ao Mundial: Alemanha e Países Baixos vencem com sofrimento
Redação com Lusa

Confira as notas de destaque nos jogos da zona europeia de apuramento para o Mundial realizados esta sexta-feira.

A Alemanha, com um 2-1 caseiro à Roménia, depois de estar a perder, e os Países Baixos, vencedores por 1-0 na Letónia, sofreram, mas destacaram-se esta sexta-feira nos seus grupos de qualificação para o Mundial'2022 de futebol.

No Grupo F, os romenos adiantaram-se em Hamburgo logo aos nove minutos, com um golo de Ianis Hagi, filho da lenda Gheorghe Hagi, e conseguiram levar a vantagem até ao intervalo.

Mas, na segunda parte, a Mannschaft logrou dar a volta ao resultado, com tentos "marca" Bayern Munique, o primeiro de Serge Gnabry, aos 52 minutos, e o segundo do suplente Thomas Muller, aos 81, na sequência de um canto.

Com este resultado, o onze de Hans-Dieter Flick passou a somar 18 pontos, mais seis do que Macedónia do Norte, que goleou fora o Liechtenstein por 4-0, e Arménia, empatada na Islândia (1-1), e já oito face aos romenos, agora quartos.

Darko Velkovski, Ezgjan Alioski (penálti), Boban Nikolov e Darko Churlinov selaram o triunfo macedónio, enquanto, em Reiquejavique, Kamo Hovhannisyan adiantou os arménios, aos 35 minutos, mas Bergmann Johannesson selou a igualdade, aos 77.

No Grupo G, os Países Baixos ganharam por tangencial 1-0 em Riga, graças a um golo de Davy Klaassen, aos 19 minutos, e, com esse resultado, isolaram-se na frente, beneficiando do empate (1-1) entre Turquia e Noruega, em Istambul.

Os turcos (terceiros, com 12 pontos) faturaram logo aos seis minutos, por Kerem Akturkoglu, só que os noruegueses (segundos, com 14), mesmo desfalcados de Erling Haaland, responderam, aos 41, com um tento de Kristian Thorstvedt.

Com esta igualdade, o Montenegro (quarto, com 11 pontos) aproximou-se, ao cumprir a "formalidade" de vencer em Gibraltar, por 3-0, num embate em que Fatos Beciraj bisou, depois do golo madrugador de Adam Marusic.

No Grupo E, com a líder destacada Bélgica de folga, o País de Gales, desfalcado da sua estrela Gareth Bale, conseguiu um positivo empate na Chéquia (2-2), mantendo-se, com um jogo a menos, em igualdade pontual com o adversário.

Os galeses marcaram primeiro, aos 36 minutos, por Aaron Ramsey, os anfitriões conseguiram a reviravolta, com um tento de Jakub Pesek, aos 38, e um autogolo do guarda-redes Danny Ward, aos 49, mas a última "palavra" foi de Daniel James, aos 69.

A Bélgica soma 16 pontos, em seis jogos, os checos metade, no mesmo número de encontros, e os galeses também oito, em cinco embates. A Estónia (quatro pontos, em cinco jogos) bateu em casa por 2-0 e ultrapassou a Bielorrússia (três, em seis).

Quanto ao Grupo H, Croácia (3-0 no Chipre) e Rússia (1-0 à Eslováquia) mantiveram-se a par na liderança, agora com 16 pontos, contra 10 da Eslovénia, que ascendeu ao terceiro lugar, ao golear fora Malta por 4-0.

Ivan Perisic, Josko Gvardiol e Marko Livaja faturaram em Larnaca, onde Luka Modric falhou um penálti, um autogolo de Milan Skriniar, aos 24 minutos, deu o triunfo aos russos e, em Ta"Qali, um bis de Josip Ilicic e tentos de Andraz Sporar, ex-Sporting e Braga, e Benjamin Sesko decidiram o encontro.