Confinamento não trava futebol inglês, mas adeptos nas bancadas só em 2021

Confinamento não trava futebol inglês, mas adeptos nas bancadas só em 2021
António Barroso

Governo de Boris Johnson confirma jogos à porta fechada

Os campeonatos profissionais de futebol ingleses, assim como outros desportos de alta competição, continuarão a ser disputados, apesar do confinamento decretado pelo governo britânico. No entanto, a possibilidade de haver público nas bancadas da Premier League terá sido adiada para 2021.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou no sábado um novo confinamento de um mês para Inglaterra, depois de especialistas alertarem que sem uma ação forte o novo surto de covid-19 irá sobrecarregar os hospitais em semanas.

Conforme o secretário de estado do Desporto daquele país, Oliver Dowden, a alta competição prosseguirá, mas disputada sem público, conforme um tweet seu: "Quando não é possível [o teletrabalho], as viagens para os locais de trabalho serão autorizadas. Por exemplo, os desportos de alta competição à porta fechada (...)".

No dia em que o Reino Unido ultrapassou o milhão de casos de covid-19, o primeiro-ministro confirmou que as restrições rigorosas à economia e à vida quotidiana começam na quinta-feira e durarão até 2 de dezembro. Boris Johnson disse que "nenhum primeiro-ministro responsável" poderia ignorar os números negros da pandemia.

Com as novas restrições, os bares e restaurantes só podem estar abertos para 'take-away', comércio não essencial deve encerrar e as pessoas só podem sair de casa por razões contidas numa pequena lista, na qual se inclui o exercício físico. Atividades que vão desde ir cortar o cabelo ou ir de férias para o estrangeiro ficam de novo canceladas.

Ao contrário do primeiro confinamento de três meses no Reino Unido, no início do ano, as escolas, universidades, empresas de construção e indústria continuarão a funcionar.