Como o castigo aplicado ao City pode mudar a corrida à Champions em Inglaterra

Como o castigo aplicado ao City pode mudar a corrida à Champions em Inglaterra
Francisco Sebe

UEFA puniu o clube campeão inglês com uma suspensão de dois anos das competições europeias.

A UEFA baniu o Manchester City das provas europeias por duas temporadas, devido ao incumprimento de regras do fair-play financeiro, e a sanção aplicada ao clube campeão inglês pode provocar alterações nas contas do apuramento para a Liga dos Campeões 2020/21.

Os "citizens" reagiram ao castigo através de comunicado, onde informaram que vão recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). Caso o recurso seja aceite em tempo últi - antes do início da próxima temporada -, deverá ter efeitos suspensivos, permitindo ao emblema de Manchester disputar a prova milionária nos moldes normais. Contudo, há que considerar a hipótese de o City ficar mesmo de fora da próxima edição da Champions.

Como tal, de acordo com o jornal britânico, Evening Standard, o caminho a seguir pela Liga inglesa passará por atribuir ao quinto classificado da Premier League uma vaga - que pertenceria ao City, atual segundo classificado - na fase de grupos da competição. Convém recordar, mais uma vez, que as possíveis alterações estarão dependentes da decisão do TAD em relação ao recurso apresentado pelo Manchester City.