China boicota jogos da Premier League devido às homenagens à Ucrânia

China boicota jogos da Premier League devido às homenagens à Ucrânia
Redação

A China já culpou o Ocidente, os Estados Unidos e os seus aliados pela guerra na Ucrânia, destacando as provocações feitas a Moscovo como razão fundamental para o escalar do conflito.

Numa altura em que a generalidade do planeta condena a invasão russa à Ucrânia, a China tem-se mostrado mais cautelosa. Na ONU, por exemplo, tem optado pela abstenção e não pelo voto contra a ação militar da Rússia. Segundo a BBC a China vai mesmo cancelar a transmissão dos jogos da Premier League para este fim de semana.

A principal divisão do futebol inglês vai homenagear o povo ucraniano, estando todos os 20 clubes preparados para uma série de gestos simbólicos.

Questionada pela BBC, a Premier League não fez qualquer comentário. Os diretos de transmissão na China pertencem a uma empresa chamada iQiyi.

Esta não é a primeira vez que a China boicota a transmissões de jogos da Premier League. Em 2019, na sequência de comentários feitos por Ozil, acusando o governo chinês de perseguir a população mulçumana Uighur, o jogo Arsenal-Manchester City foi retirado da programação.