"Cavani? Talvez tenhamos cometido um erro..."

"Cavani? Talvez tenhamos cometido um erro..."
Redação

Leonardo, diretor desportivo do PSG, admite que deixar o uruguaio sair do clube possa ter sido um erro.

Edinson Cavani terminou contrato com o Paris Saint-Germain em junho último e, sem renovar, deixou o clube francês a custo zero.

Quem aproveitou foi o Manchester United, que juntou o avançado uruguaio às suas fileiras depois de este ter estado muito perto do Benfica. Agora, olhando para trás, o diretor desportivo do PSG admite que "talvez tenha sido um erro" deixar o goleador sair pela porta pequena do Parque dos Príncipes.

"Houve decisões que foram difíceis de tomar. Talvez tenhamos cometido um erro", explicou Leonardo, numa sessão de perguntas e respostas no Facebook. A saída de Cavani do emblema parisiense, assim como a de Thiago Silva, foi enquadrada, segundo o dirigente, numa política de "renovação geracional" e "financeira".

Cavani passou sete temporadas no PSG, nas quais apontou nada menos do que 200 golos em 301 partidas oficiais.